PREDICTIVE POWERTRAIN CONTROL

PREDICTIVE POWERTRAIN CONTROL

This article is also available in: en |

Avatar NUNO

10 PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O PREDICTIVE CRUISE CONTROL DA MERCEDES-BENZ TRUCKS

O consumo de combustível dos camiões pesados da Mercedes-Benz é cada vez mais reduzido. O novo Actros, por exemplo, consome até 3% menos gasóleo nas principais estradas e auto-estradas do que o seu antecessor, que já era extremamente frugal. Em estradas principais, a redução de combustível pode chegar a 5%. Uma das principais razões para esta economia é a otimização do cruise control, transmissão e controlo do motor graças ao aprimorado Predictive Powertrain Control (PPC). Como funciona este sistema inteligente, Uwe Baake, Chefe de Desenvolvimento de Produtos da Mercedes-Benz Trucks, explica quais são os seus efeitos e como é utilizado.

Mercedes-Benz Actros - Photo: Daimler
Mercedes-Benz Actros – Source: Daimler

Qual é o objetivo do PPC?

O objetivo geral do PPC é que o camião economize o máximo possível de combustível e apoie o motorista da melhor maneira possível. O sistema leva em consideração automaticamente a topografia, o curso das estradas e os sinais de trânsito. Isto significa que travagens, acelerações e mudanças de marchas desnecessárias são evitadas e o combustível pode ser usado de forma otimizada. O estilo de condução do PPC costuma ser mais económico em combustível do que um motorista profissional — mesmo quando o motorista conhece muito bem a rota e o desempenho do camião.

Quanto combustível pode ser economizado com o PPC?

O inteligente cruise control e o sistema de controlo da transmissão economizam em média até 5% de combustível em comparação com veículos não equipados com PPC. O sistema foi melhorado mais uma vez com a introdução do novo Actros. Havia duas vantagens claras: primeiro, mesmo em rotas de estradas principais e fora da cidade, o PPC oferece vantagens de consumos, o que significa que o consumo é até 5% menor. Em segundo lugar, o desempenho do sistema foi melhorado ainda mais nas auto-estradas e estradas principais. Operar o novo PPC sozinho pode significar uma redução adicional no consumo de 1,5% em comparação com a versão anterior.

Mercedes-Benz Predictive Powertrain Control - Photo: Daimler
Mercedes-Benz Predictive Powertrain Control – Source: Daimler

De onde o PPC obtém as informações?

O sistema “conhece” mais de 95% de todas as estradas principais da Europa. Liga informações GPS atuais sobre a localização precisa do camião com mapas rodoviários digitais 3D armazenados e, assim, calcula um tipo de “horizonte eletrónico” ao qual o estilo de condução do camião é automaticamente adaptado. Ao fazer isso, o PPC calcula a condução e a topografia da estrada para planear as mudanças de marcha e o seu tempo com antecedência e para ajustar a velocidade através do controlo da velocidade cruzeiro de forma segura. Ao mesmo tempo, o sistema usa constantemente as informações do Proximity Control Assist, para que o comportamento dos veículos à frente possa ser levado em consideração no controlo com otimização de combustível do eixo de tração.

Como funciona o PPC em auto-estradas e estradas principais?

Através de uma série de medidas inteligentes, o PPC reduz o consumo de combustível nas auto-estradas e estradas principais: por exemplo, o sistema otimiza continuamente o modo EcoRoll da transmissão automática para usar o impulso do veículo da melhor maneira possível. O sistema dispensa a aceleração se o camião puder atingir em breve a velocidade definida pelo cruise control apenas por desaceleração. Além disso, o cruise control inteligente e o controlo da transmissão usam o impulso em trechos em descidas, adaptando automaticamente a velocidade. O sistema excede a velocidade definida (histerese superior) do cruise control até um máximo de 40 segundos para permitir que o camião aproveite o seu impulso na subida seguinte. Além disso, antes do trecho em descida, o PPC seleciona a marcha que garante o uso ideal do travão contínuo, facilitando o travão de serviço — uma vantagem especialmente para camiões pesados em descidas. Antes de uma subida, o sistema decide automaticamente se uma redução de marcha é necessária. No final da subida, a saída é adaptada mais uma vez, pois o PPC consegue detectar com antecedência antes de chegar ao topo, se o camião tiver velocidade suficiente. Se isto acontecer, o sistema tolera uma desaceleração temporária para uma velocidade inferior à velocidade definida no cruise control.

Mercedes-Benz Predictive Powertrain Control - Photo: Daimler
Mercedes-Benz Predictive Powertrain Control – Source: Daimler

Como o PPC e o Proximity Control Assist funcionam juntos?

Graças à nova regulação de distância de segurança, o PPC otimiza o comportamento do veículo quando o cruise control inteligente autónomo está ativo. O sistema observa o veículo à frente e calcula as fases futuras de desaceleração. Isto significa que o PPC pode planear de forma otimizada as mudanças de marcha e a progressão da velocidade para usar o impulso do veículo da melhor maneira possível. O sistema garante, por exemplo, que o camião possa recuar mais cedo se um veículo à frente o obrigar a desacelerar.

Como o PPC funciona em estradas principais?

Os engenhosos mecanismos do PPC em auto-estradas e estradas principais podem agora ser aplicados também em estradas fora da cidade, desde o lançamento do novo Actros. Além disso, o sistema não só leva em consideração subidas, topos de colinas e declives, mas também considera o raio das curvas, os limites de velocidade e as regras de prioridade nos cruzamentos. Até ao momento, não era aconselhável conduzir com piloto automático nas estradas principais, porque existiam demasiadas situações de trânsito diferentes que obrigavam a uma intervenção manual. Agora, no entanto, graças a ainda mais melhorias no PPC, os motoristas podem usar o cruise control aqui também — uma melhoria real no conforto de condução que reduz o stress e também o consumo de combustível em até 5%. Graças aos mapas de alta precisão, o PPC “conhece” os limites de velocidade que se avizinham e os eventos de rota, como curvas, rotundas e cruzamentos, e leva em consideração os sinais de paragem e de cedência de passagem. Mesmo quando o próprio motorista ainda não consegue reconhecer estas coisas por si mesmo, o sistema deixa o veículo desacelerar a tempo de garantir o máximo uso de energia ou ajusta a velocidade e a seleção de marcha de forma segura para economizar combustível ao máximo.

Como a operação do PPC é exibida ao motorista?

Assim que o condutor tiver activado o cruise control ou o adaptative cruise control através dos botões esquerdos do volante e o camião atingir a velocidade de 15 km/h, com o novo Actros ou o novo Arocs, o PPC é activado automaticamente. O símbolo PPC branco aparece na écran principal. Se o sistema assumir ativamente o controlo do eixo de tração, a cor do símbolo PPC muda para verde. Além disso, são exibidos gráficos que anunciam os eventos da rota à frente, como curvas, rotundas e cruzamentos, e também limites de velocidade.

Mercedes-Benz Predictive Powertrain Control - Photo: Daimler
Mercedes-Benz Predictive Powertrain Control – Source: Daimler

Como o PPC é operado?

O PPC começa a operar automaticamente quando o motorista ativa o cruise control ou o adaptative cruise control. O motorista pode usar o menu “Sistemas” para definir a tolerância de velocidade superior para as fases de desaceleração na faixa de 2 a 15 km/h, dependendo do respetivo. A tolerância de velocidade inferior pode ser definida entre -1 e -10 km/h. Além disso, o motorista pode definir a velocidade a partir da qual o PPC deve começar a ajustar a velocidade para uma curva, no menu “Configurações do cruise control”. A navegação em direção a eventos de rota, como sinais de paragem ou cedência de passagem, também pode ser definida aqui. As configurações do Proximity Control Assist também são importantes para PPC: ao ligar o motor, a distância de referência do meio é definida automaticamente. O motorista pode então definir a distância em cinco etapas para corresponder às suas necessidades, mas deve sempre certificar-se de que o camião mantém a distância mínima legalmente exigida para o veículo da frente.

Como o motorista pode parar o funcionamento do PPC?

O PPC torna-se ativo em segundo plano sem a confirmação do motorista assim que cruise control é ativado e um horizonte visível válido pode ser determinado. Se o motorista não concordar com a seleção de velocidade feita pelo PPC, pode cancelar o sistema a qualquer momento, por exemplo, travando ou acelerando. Além disso, o motorista tem a opção de desativar completamente o PPC no menu “Configurações do PPC” do écran secundário do cockpit multimedia.

Para quais veículos o PPC está disponível?

O PPC está disponível para a maioria das configurações do novo Actros e do novo Arocs. Os últimos veículos a serem adicionados ao programa PPC foram camiões pesados de até 120 toneladas, veículos com tração integral e veículos com transmissão hidráulica auxiliar ou embraiagem com turbo retarder.

Mercedes-Benz Predictive Powertrain Control - Photo: Daimler
Mercedes-Benz Predictive Powertrain Control – Source: Daimler

Comentários